Sem-terras milionários e mortos

30 de setembro de 2005

Oi, gente! Hoje eu vou contar rapidamente um sonho já antigo, de alguns anos. Sonhei que eu estava naquele programa do Silvio Santos, o Topa Tudo por Dinheiro. Não sei se esse programa ainda existe. Em um determinado momento do programa, o Silvio Santos chamou dois sem-terras para ganharem um prêmio de 2 milhões de reais, mas eles morreram não sei de que causa antes de chegarem ao estúdio onde era gravado o programa. Na outra semana, mais dois sem-terras foram chamados para receberem o prêmio de 2 milhões de reais, mas estes sem-terras também morreram. Aliás, o Silvio Santos informava com frieza da morte dos sem-terras. Ele falava: “Ah, eles morreram” ou coisa assim. Depois, o sonho acabou.

É só isso, semana que vem tem coisa melhor.

Anúncios

Sonhos informatizados

24 de setembro de 2005

Oi, pessoal! Hoje eu tive um sonho que tem muito a ver com a minha área profissional. Sonhei que eu estava trocando a placa mãe de um computador. Não sei que computador era, acho que era o meu mesmo, eu ficava trocando a placa mãe do computador algumas vezes, sem medo de mexer nas peças. Eu colocava uma placa mãe, testava, depois trocava a placa mãe e colocava outro modelo de placa mãe, testava de novo, e assim foi, troquei várias vezes a placa mãe do computador. Esse sonho foi só isso.

Como esse sonho foi só isso, vou contar um outro sonho. Já faz um certo tempo que eu sonhei este sonho, mas foi neste ano que eu sonhei. Sonhei que eu estava na FATEC e o prédio da faculdade era um pouco diferente, tinha paredes amarelas e o prédio era menor do que o da vida real. Eu fiquei a maior parte do sonho na frente de um computador PC-XT (e eu ainda conseguia usar aquele computador), e este computador era talvez o único da faculdade (ao contrário da vida real, onde a FATEC tem quatro laboratórios de informática só com Pentiuns 4), e este computador ficava no andar de cima (na vida real, os quatro laboratórios ficam no andar de baixo). Não sei o que eu ficava fazendo naquele computador tão velho. Havia algumas pessoas na faculdade, na sua maioria alunos. Às vezes, eu levantava da cadeira e descia até embaixo para descansar. Acho que eu estava fazendo algum trabalho importante da faculdade. Um detalhe muito interessante desse sonho é que eu estava o tempo todo com a unha de uns dos dedos toda estragada e levantada, um horror. Havia um enorme espaço por debaixo da unha. Foi a unha do dedo médio da mão direita. Dava aflição só de olhar. Bem besta esse sonho, pois foi só isso.

Beijo para a Mara e tchau! Quero sonhar de novo com ela!


São Paulo com outro nome, DVD gigante e Lula sem calça!

18 de setembro de 2005

Oi, pessoal, hoje é dia de uma nova blogada. Quer dizer, era para eu ter blogado na quarta-feira, mas como eu não estou tendo pouco tempo para escrever o post, estou blogando só agora.

Hoje eu vou contar um sonho que eu tive anteontem, dia 15/09/2005. Foi um sonho esquisito. Primeiramente, o São Paulo Futebol Clube, time que eu torço, mudou de nome para Cruzeiro, embora o distintivo não tivesse mudado muito (a não ser o azul no lugar do vermelho). Lembro-me que eu estava na sede do São Paulo quando fiquei sabendo disso, e a sede era toda horrorosa, com algumas paredes de madeira e aparentando ter infiltrações e estar em mau estado de conservação. Depois dessa parte do sonho, eu fui assistir o DVD do filme O Quinto Elemento, um DVD que eu tenho aqui em casa e que é legendado. No sonho, tanto o aparelho de DVD quanto a TV onde ia ser exibido o filme eram gigantescos. Além de mim, acho que o meu irmão também estava assistindo. E o filme era dublado. O meu irmão perguntou: “Mas você não disse que o filme era legendado?” e eu respondi: “Acho que eu me enganei!”, e nós ficamos a assistir o filme naquela televisão gigante. É isso o que eu lembro do sonho.

E no dia anterior a esse sonho, eu tive outro sonho daqueles, e um sonho político. Sonhei que eu vi o Lula sem calça e sem cueca! Acho que as calças dele estavam abaixadas, acho que ele deve ter ido fazer cocô. Eu acho até que ele estava indo ao banheiro. Graças a Deus que eu não vi o bilau do petista, senão este sonho seria pesadelo. Inclusive, acho que ele até foi ridicularizado no sonho por estar naquela situação. Acho que tinha mais coisas no sonho, mas é isso que eu lembro, além de que, esta é a parte principal do sonho.

O post de hoje se encerra aqui. Mas semana que vem tem mais. Mesmo o post saindo atrasado, este blog não pára. Tenham um ótimo domingo e viva a Mara! Ela tá de 4 meses!


Sonho tarado com Sandy e Junior

9 de setembro de 2005

Oi, internautas! Semana passada, devido à falta de tempo, decidi por não blogar, mas hoje eu estou de volta contando mais um sonho tarado!

Hoje eu vou contar outro sonho que eu tive com a dupla Sandy e Junior. Esse sonho já foi sonhado há alguns anos (mas foi nessa década) e foi um sonho bastante confuso. Foi assim: Eu estava indo trabalhar (ou estava indo para algum lugar) de ônibus. Depois que eu entrei no ônibus, fui para a parte de trás do veículo e encontrei a dupla de cantores sentada. Mas os dois tinham uma porrada de espinhas no rosto, a cara de ambos estava forrada de espinhas. Mas tudo bem, eu fiquei contente mesmo assim, por vê-los. No dia seguinte, eu fiquei sabendo que aqueles dois que eu vi não eram Sandy e Junior de verdade, e sim dois impostores (também, pelo número de espinhas, é lógico que não era eles). Aí eu fui trabalhar novamente, indo de ônibus. E novamente os dois estavam lá, e desta vez era a verdadeira Sandy e o verdadeiro Junior. E eu fiquei mais feliz ainda, sabendo que esses eram os meus verdadeiros ídolos. Eles estavam do meu lado esquerdo. Do direito, havia uma moça muito bonita e com o decote desse tamanho. Era uma moça de cor parda. Eu já falai aqui que eu não me responsabilizo pelos meus atos durante os meus sonhos e volto a falar de novo. Adivinha o que aconteceu? Acabei metendo a mão no decote da mulher! E fiz a festa: Aproveitei e alisei à vontade aquele lindo decote, mesmo a moça não estar visivelmente gostando do que eu estava fazendo. Inclusive, cheguei a tocar até nos mamilos dela (não tenho certeza se toquei ou não). Só que, para toda a ação, existe uma reação, portanto, acabei me metendo em uma confusão. Fui parar na casa de não sei quem, junto com a moça parda do decotão e com Sandy e Junior, que em nada tinham a ver com a minha taradez. Aí a moça parda reclamou não sei com quem que eu havia metido a mão no decote dela, daí a dupla de cantores disse o que tinha visto, aconteceram outras coisas, etc. No final, nem eu, nem a moça parda, nem a Sandy e nem o Junior estavam entendendo o que estava acontecendo. E, no meio dessa confusão, o sonho acabou aí.

Acreditam que, na vida real, eu nunca alisei nenhum decote com as minhas mãos? Bom, quando eu casar, alisarei os seios da minha mulher! Enquanto esse momento não chega, eu vou continuar sonhando esses sonhos tarados! Tchau a todos e até a próxima vez!