Urinando no lugar errado

29 de outubro de 2011

Hoje eu irei contar o sonho que eu tive no dia 22 desse mês. Sonhei que eu trabalhava no meu local onde trabalho atualmente na vida real, trabalhando normalmente, como um dia qualquer.

Para quem ainda não sabe, eu sou programador e trabalho num prédio que fica na Zona Sul da capital paulista.

De hora em hora mais ou menos, o pessoal da portaria do prédio vinha trazer até a empresa coisas gostosas para a gente comer, como porções de linguiça fatiada e batatas fritas. E era tudo de graça, ninguém precisava pagar nada pelas comidas. Apesar disso, quando deu a hora do almoço, fomos todos almoçar em um restaurante não sei onde, pagando normalmente pela comida.

Na empresa, trabalhava a Patrícia dos Reis, da equipe do Galo Frito, aquela que aparece nos vídeos da série de vídeos Paty que te Pariu, disponíveis para visualização no Youtube.

Em um dado momento que a gente estava comendo (estávamos quase terminando), eu estava com muita vontade de urinar. Havia segurado por bastante tempo o xixi, enquanto eu comia junto com o pessoal. Aí eu resolvi urinar, pois estava apertado. Eu ia urinar na privada, mas eu estava tão distraído naquele momento e tão preocupado em me aliviar que acabei mijando em um dos recipientes onde havia comida (e tinha bem pouca comida, estava quase acabando), e fiz isso na frente de todos, para o espanto dos mesmos, que pararam de comer na mesma hora. Só depois de mijar é que eu me toquei do que eu havia feito, mas fiz como se nada tivesse acontecido. Não sem antes recolher com a mão os restos de comida que estavam boiando no mijo (o que eu fiz com os restos eu não sei, só sei que não os comi).

De toda a comida que a gente estava comendo, havia sobrado uma porção praticamente inteira de linguiça fatiada, um pote grande cheio de linguiças fatiadas, que estava ao lado do pote onde urinei e que deve ter sido (ou não, pois não tenho certeza) atingido por respingos do mijo.

Depois de algum tempo que urinei naquele pote de comida quase vazio, peguei aquela porção de linguiças e comecei a comer. As linguiças não estavam cheirando a mijo e nem estavam com gosto de mijo (que nem sei que gosto tem exatamente, pois nunca bebi mijo). Creio que não estavam contaminadas.

Depois de ter comido uma certa quantidade de linguiças, ofereci a porção à Paty do Galo Frito, acreditando que o pessoal já havia esquecido daquela mijada que eu dei. Ela, com todo o seu jeito de Paty do Galo Frito, fez cara de nojo e ainda zombou das linguiças, insinuando que as mesmas estariam mijadas. Ainda assim, a Patrícia chegou a pegar uma das linguiças e a lambeu. No momento seguinte à lambida, um colega meu disse que já havia pedido para o pessoal lá da portaria fatiar mais uma porção para eles comerem.

Durante todo o sonho, meu braço direito, mais ou menos na altura do pulso, possuía um buraco, como se o mesmo estivesse quebrado como se fosse uma barra de chocolate oca. E o buraco chegou a aumentar de tamanho durante o sonho. O mesmo chegou a doer um pouco em alguns momentos. No final do sonho, depois dessa parte em que eu mijei no pote de comida, fui ao médico para tratar daquilo. O sonho acabou um pouco depois disso, acredito eu.

No sonho, houve também outras partes menos importantes, como uma onde eu assistia num telão um programa sobre a seleção brasileira de futebol e outras partes nas quais eu não me lembro. O mais importante foi isso que eu escrevi. E o post de hoje termina aqui. Até o próximo post!

Anúncios