Corrente de metal valiosíssima e o macaco do Hitler

8 de agosto de 2011

Hoje eu irei postar dois sonhos, um sonhado no dia 13 de Julho e outro sonhado no dia 4 de Agosto, na última quinta-feira.

No dia 13 de Julho, sonhei que eu morava numa casa diferente, que tinha paredes de cor laranja e que era bem grande. Essa casa tinha um quintal na parte da frente, um corredor aberto de cada lado (à esquerda e à direita) da área construída (onde ficava a casa propriamente dita) e uma outra área construída ao fundo da casa, como se fosse outra casa. Lembro-me que havia portões de metal nos corredores laterais, e eram tipo portões automáticos com fechadura eletrônica ou algo do tipo.

Em outra parte do sonho que veio depois, fui num lugar onde as pessoas levam objetos de valor para que estes sejam penhorados (o nome certo do lugar eu não sei) a fim de penhorar uma corrente de metal curta que, aparentemente, não valia nada. Lá, havia a mulher que fazia as avaliações dos objetos a serem penhorados a fim de dizer quando valem os mesmos. Quando falei com ela e lhe mostrei a corrente, esta, usando uma lupa para ver o objeto melhor, me disse, em tom de espanto, que aquele era um objeto raro, muito raro, e que possuía um valor muito alto. Perguntei qual era o valor no qual a corrente estava avaliada e a velha (a mulher era uma velha) me disse que a corrente valia 15 milhões de reais. Depois, eu devo ter penhorado o coiso (e pego a bolada de dinheiro, acredito eu), entretanto eu não tenho certeza se fiz realmente isso (minha intenção era mesmo de fazer isso), pois o sonho terminou praticamente em seguida.

No dia 4 de Agosto, sonhei que assisti a um filme antigo e que era baseado em fatos reais (apesar de que esses “fatos reais” só existiam no sonho). Ou melhor, assisti a um pequeno pedaço do filme (ou só me lembro desse pedaço, sei lá) no qual pessoas que estavam em algum lugar público começaram a, literalmente, perder suas cabeças. As cabeças das pessoas explodiam e, em seguida, uma cabeça de algum animal qualquer aparecia no lugar de cada cabeça explodida de cada pessoa. E as cabeças eram explodidas a mando de Adolf Hitler, o führer alemão da Segunda Guerra Mundial. Os efeitos especiais usados no filme (em particular, o das cabeças explodindo) eram bem porcos, típicos de filmes dos anos 50 (e o filme devia ser mesmo dessa época). Apesar disso, a cena das cabeças explodindo era bem perturbadora, pois sangue em grande quantidade pulava a cada explosão encefálica.

Em outra parte deste mesmo sonho, havia um gorila que era chamado de “macaco do Hitler”, que estava preso numa prisão meio esquisita, com ares futuristas, inclusive com fechadura eletrônica na porta. Me parece que aquele gorila era resultado de uma experiência macabra feita a mando de Adolf Hitler, e foi feita com um homem que teve sua cabeça explodida na vida real (na vida real do sonho, não na vida real de verdade) e que, no lugar da original, cresceu uma cabeça de gorila e depois o homem se transformou em um gorila. No filme anteriormente citado, lembro que uma das primeiras pessoas que tiveram a cabeça detonada era um homem que, após a detonação, teve uma cabeça de gorila crescida no lugar da original. O que foi feito com o macaco do Hitler eu não me lembro, mas me lembro de eu ter tido a ideia de pegar o gorila e introduzi-lo em seu habitat natural, como se o mesmo fosse um gorila desde o nascimento (talvez a minha ideia tenha sido aproveitada).

O sonho teve outras partes (uma que eu me lembro muito vagamente era de uma madeira sendo martelada), mas as que eu me lembro de fato são essas duas.

Até o próximo sonho, e espero não sonhar com os tão falados pôneis malditos!

Anúncios