Sonhos onde eu morri

Hoje eu irei contar três sonhos que eu tive provavelmente em 2008, ano que eu não postei nenhuma vez neste blog. Nos três, eu morri.

No primeiro sonho de hoje, eu já estava morto desde o início (ou eu não me lembro de quando eu morri). No lugar onde eu fui parar após eu ter morrido, tocava uma música melancólica e sinistra. Eu ficava o tempo todo de pé, parado, olhando para um ambiente que eu não ser descrever direito, parecia ser um espaço vazio de cor amarelo escuro, marrom claro ou alguma outra cor do tipo, e eu me sentia como se eu tivesse morrido mesmo, uma sensação muito esquisita, e eu tinha plena consciência de que eu estava morto. E não havia ninguém além de mim naquele lugar. O sonho foi só isso.

No segundo sonho de hoje, eu estava vivo no início do mesmo (essa parte eu praticamente não me lembro, só sei que eu estava vivo) e, não sei por qual motivo, eu morri e virei espírito. Antes de eu morrer, a minha avó morreu primeiro. Depois que eu morri e virei espírito, passei a ter habilidades especiais, como voar, e sentidos que antes eu não tinha, como uma percepção do tempo de uma forma muito diferente a aprimorada da percepção que a gente tem no mundo dos vivos. Depois de perceber que eu tinha habilidades que eu não tinha antes, passei a adorar estar morto e voei por entre os prédios. Quando eu estava no alto de um que era bem alto, decidi me jogar lá de cima a fim de saber qual seria a sensação de me estatelar lá embaixo e não acontecer nada comigo. Me joguei, entretanto, como eu fiquei com medo no meio da queda, parei de cair e fiquei suspenso no ar. Achei isso engraçado e fingi ser o Goku do Dragon Ball Z (para quem não sabe, é um desenho animado japonês violento produzido de 1986 até meados dos anos 90, nesse desenho, o Goku e outros personagens podiam lutar voando ou suspensos no ar, ou em terra também). Também cheguei a ver o espírito da minha avó. Depois que fingi ser o Goku, o sonho acabou e eu acordei.

No terceiro e último sonho de hoje, eu estava namorando uma moça muito bonita de cabelos azuis escuros que tinha uma cicatriz perto da boca, às vezes eu me encontrava com ela tanto em casa quanto em outros lugares. A casa onde eu morava era diferente de qualquer outra casa onde eu tenha morado, era uma casa bem comprida aparentemente feita de madeira. No sonho, estavam presentes os meus familiares. De uma hora para outra, mesmo sem sentir nada, eu e meu irmão Écio morremos e viramos espíritos. Com a minha morte, minha namorada ficou muito triste (apesar disso, não chegou a chorar) e não quis mais saber de mim. Cheguei a vê-la uma vez após a minha morte (ela, é claro, não me viu). Fiquei muito chateado por ter morrido e ter ficado novamente sem namorada, sem poder namorar a moça de cabelo azul. Então, lembrei do sonho contado no parágrafo anterior, então eu decidi verificar se eu tinha ou não habilidades especiais. Decidi me teletransportar para outro lugar e meu irmão fez a mesma coisa. Como no outro sonho, onde fingi ser o Goku, neste eu fingi ser o Cole Turner, da série de TV Charmed (o personagem, interpretado pelo ator Julian McMahon, era um demônio que disparava bolas de energia com as mãos e podia se teletransportar para outros lugares). Apesar de ter fingido ser o Cole Turner, não cheguei a disparar bolas de energia (e provavelmente eu não tinha esse poder). Fiquei mais um tempo morto, vagando por aí, até acabar o sonho.

Este post fica por aqui. Até o próximo post e espero que eu não morra até lá.

Anúncios

Comente este post!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s