Invadi o Orkut da Cibele!

Olá, pessoas! Agora eu irei contar um sonho tido no dia 27/09/2006, ou seja, anteontem. Eu sonhei que eu havia entrado no quarto da Cibele Schmidtke (quem lê este blog deve saber quem é a Cibele, mas para quem não sabe, é uma moça lá da faculdade, uma moça bonita, mas pesada, e eu cheguei a gostar dela durante um tempo) e invadido o profile dela no Orkut. Eu entrei no quarto dela (que era todo azul, as paredes eram azuis, a mesa de madeira onde ficava o PC dela era azul, a cadeira era azul, o PC dela era azul…) e sentei na cadeira a fim de usar o PC da Cibele, e acessei o site do Orkut. Não me lembro qual sistema operacional e qual navegador eu estava usando no PC da Cibele. Após carregar a página inicial do Orkut, eu entrei com o e-mail dela (que eu não me lembro se é o mesmo que ela usa na vida real) e a senha, que era “byscoytto” (tomara que esta não seja a senha do Orkut da Cibele na vida real) e dei Enter, daí entrou a Home do profile da Cibele no Orkut. e eu fiquei usando o profile dela para acessar as comunidades dela, postar se passando por ela, etc. Até que a Cibele adentrou o quarto bem na hora que eu estava lá fuçando o Orkut dela. Nesse momento, eu me levantei da cadeira e tremi de medo dela ver que eu estava invadindo o Orkut dela. A Cibele falou comigo não sei o quê (acho que ela estava perguntando o que eu fazia no quarto dela) e não sei se eu respondi algo a ela, e ela foi embora (acho que ela nem percebeu que o PC dela tava ligado). Não me lembro qual a cor da roupa da Cibele neste sonho, só sei que ela tava com aquela mesma cara de sempre (cara de Cibele). E voltei a sentar à frente do PC da moça, voltando a usar o perfil dela no Orkut e logando-me em perfis de outras pessoas da faculdade, como o da Joyce. Não sei como eu sabia dos e-mails e das senhas do pessoal, eu só digitava os dados na página inicial e logava. Depois disso, acho que eu cheguei a mexer em outras coisas do quarto da Cibele e posteriormente fui parar em uma garagem onde havia umas bugigangas e mais não sei quem. A partir daí, não me lembro de mais nada, embora acredite que haja outras partes que eu não me lembre.

Para não ficar no “só isso”, vou contar também um sonho sonhado quando eu tinha uns 4 ou 5 anos, em 1990 ou 1991, ou seja, há 15 ou 16 anos atrás. Sonhei que eu e minha mãe estávamos numa espécie de jantar meio esquisito. Estávamos na sala onde tinha a antiga mesa azul de fórmica (onde na vida real a gente almoçava) e na mesa havia um pequeno buraco retangular que na mesa da vida real não tinha. Havia também umas pessoas em volta da mesa, inclusive um velho que tomava pinga num frasco pequeno e meio esquisito, que tinha uma válvula do lado por onde saía a pinga e que ele enfiava aquele frasco todo na boca de uma maneira muito nojenta. Acho que eu até fiquei com vontade de tomar aquela pinga esquisita, não tenho muita certeza porque o sonho já faz tempo. Então, um outro velho jogou uma poeira cinza que voou por toda a sala e o sonho acabou aí. Como não havia nenhuma comida na mesa, acho que não era bem um jantar, mas uma reunião meio esquisita. Mas de qualquer jeito, este é mais um sonho boçal para a coleção.

E vou ficando por aqui! Um bom fim de semana e espero que o Geraldo Alquimém não vá para o segundo turno nas eleições presidenciais!

Anúncios

Comente este post!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s