Morando com a Mara

Oi, pessoal! Ultimamente, eu tenho tido sonhos bastante nítidos! Hoje eu vou contar dois sonhos, um sonhado anteontem e o outro sonhado ontem! Primeiro, o sonho sonhado anteontem (se bem que não é mais anteontem, já que passou da meia-noite): Eu estava numa espécie de hotel não sei em que lugar. Estavam hospedados eu e mais alguns familiares meus, não sei que familiares que eram, na verdade, eu não sei nem se eram meus familiares. Lembro-me que, no quarto que eu estava, havia umas tranqueiras estranhas, parecia mais um depósito de quinquilharias. Tinha um piano, uma estante cheia de bugigangas, um sofá, uns móveis que só atravancavam o espaço físico… Ah, tinha dois pianos, um preto e outro vermelho, não era um só. Como o quarto estava entupido de tranqueiras, mal dava para andar, embora pudesse caminhar até alguns corredores normalmente. Por falar nos corredores, havia um que tinha uma janelinha igual a essas por onde os presos vêem o sol na cadeia, uma janelinha com grades no fundo do corredor, e o corredor só tinha isso, mais nada. E outro detalhe importante do sonho é o que eu e o resto do pessoal conversávamos. O pessoal ficava elogiando o espiritismo e eu ficava criticando, xingando a religião espírita. Não tenho certeza, mas eu acho que eu falei no sonho que o Chico Xavier queimava a rosca ou um negócio assim. Eu não concordo com o espiritismo, mas falar que o Chico Xavier queimava a rosca já é meio pesado demais. Lembrando que, nos meus sonhos, eu não sou responsável pelos meus atos. O sonho foi só isso.

E o segundo sonho de hoje é mais um sonho que eu tive com a Mara. Desta vez, sonhei que eu e ela acabávamos por dividir a mesma casa, e em Curitiba. Era assim, eu e minha família morávamos no andar de cima (era um sobrado) e a Mara e a família dela (embora na vida real ela more sozinha, no sonho, ela morava com a família dela) no andar de baixo. Ai, eu fiquei tão feliz de morar bem perto da Mara! E até que a casa era grande! Claro que tinha o inconveniente de, para eu entrar em casa, tinha que passar pela casa da Mara, mas isso era o que menos importava. E a casa (ou seja, o sonhado) ficava em Curitiba. Lembro-me que o sobrado ainda estava em obras quando eu me instalei por lá. No andar de baixo, ainda havia um buraco na parede que dava para a rua, mas mesmo assim, eu e a Mara já podíamos morar com nossas famílias na casa mesmo não estando totalmente pronta. A cor predominante do interior do andar de baixo era cinza e a do interior do andar de cima era verde. Já pensou se isso acontece de verdade? Vocês sabem que eu tenho um carinho muito grande pela Mara. Pena que foi só um sonho! E eu vou continuar morando na minha velha casa dos fundos!

E hoje, eu tive outro sonho daqueles! Mas esse eu vou deixar para a semana que vem! Tchau a todos e um beijo para a Mara!

Anúncios

Comente este post!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s