FHC aliado do Lula?

Oi, gente! Hoje vou postar um sonho político, sonhado neste último domingo, dia 3 de julho de 2005. Sonhei que o presidente Lula chamou o Fernando Henrique Cardoso para uma conversa em seu gabinete. Eu fiquei do lado de fora, tentando ouvir o que os dois conversavam. A parede que me separava dos dois conversando era de madeira, tipo uma divisória. Não dava para escutar direito o que ambos falavam, mas dava para perceber que era uma conversa amistosa. Em um determinado momento, eu espiei pela entrada do gabinete presidencial (que nem tinha porta) e deu para ouvir algumas frases ditas pelos dois. Deu para ver que os dois estavam de pé. Ouvi o FHC dizendo mais ou menos assim: “Nós dois podemos fazer uma aliança política!” E o Lula respondeu mais ou menos assim: “Eu poderia te colocar no governo, tudo vale para o bem da nação!” Não sei se foram exatamente com essas palavras que os dois falaram, mas foi isso que os dois queriam dizer. No final da história, o presidente Lula nomeou o Fernando Henrique Cardoso como Ministro Chefe da Casa Civil no lugar do José Dirceu. Nem o Lula e nem o FHC notaram a minha presença bisbilhoteira no gabinete presidencial. E o sonho foi só isso.

Bom, eu vou aproveitar que eu estou com tempo sobrando e vou contar outro sonho curto, sonhado poucos dias antes desse sonho político que eu acabei de contar. Sonhei que eu estava numa casa (que mais parecia um castelo) que pertencia a uma garota que aparentava ter uns 16 anos. Lá, morava ela e a família dela. A casa não era bem uma casa, parecia mais um enorme castelo medieval, muito enorme, e todas as paredes eram feitas de tijolos azuis claros. Lembro-me que eu andava pelos corredores do castelo, lembro-me que a garota dona da enorme casa me deixou entrar na sala e se apresentou e apresentou também a família dela, que era o pai dela (que era barbudo), a mãe dela e as duas irmãs menores (a dona da mansão era a irmã mais velha das três). Dentro da casa, havia tudo que uma casa normal tem, nada de diferente, tinha televisão, mesa de centro, sofá, etc. Era uma família normal, só a casa que era diferente (além do fato da dona da casa ser a filha mais velha, e não o pai ou a mãe). Não me lembro se a moça dona da casa disse seu nome e o nome dos parentes dela (se disse, eu não me lembro mais os nomes). Tem alguns detalhes do sonho interessantes: A porta de entrada da casa (mansão, melhor dizendo) era uma simples porteira de madeira baixinha daquelas de trinquinho. Ficava numa rua não muito movimentada, uma rua normal, num bairro residencial, e as outras casas dessa rua eram casas normais, tipo as daqui de Praia Grande. Lembro-me que a moça proprietária da mansão trajava blusa vermelha e calça preta, e o pai dela trajava blusa azul clara. Toda a família usava roupas normais, mas eu não me lembro a cor da roupa do resto da família e nem a cor da calça do pai da moça dona da casa. O sonho foi basicamente isso.

Bem, meus caros internautas, termino aqui este post! Tenham um bom dia! Ou então, uma boa tarde ou uma boa noite, dependendo da hora que você estiver lendo isto!

Anúncios

Comente este post!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s