Praia ao contrário e privadas cocozentas no Chile

Eu já sonhei que eu estava na Áustria e agora eu sonhei que estava no Chile! Olá, internautas, hoje eu vou contar um sonho sonhado um dia depois do meu aniversário, dia 14/01/2005. Como eu já acabei de dizer, eu sonhei que eu estava no Chile. Começou assim: Eu estava numa área do corredor de um prédio situado no Chile, onde tinha umas janelas por onde entrava a claridade. Eu estava lá sem fazer nada, quando apareceu um chileno e este me levou para o interior do prédio, onde havia bastante corredores e salas onde outras pessoas trabalhavam. Das janelas, dava para ver a praia (que era um pouco diferente da praia daqui de Praia Grande, daqui a pouco eu explico como era a praia). Aí, apareceu outro chileno para me acompanhar. Ficamos andando pelos corredores (que pareciam que não terminavam nunca) durante algum tempo. Então, começamos a correr pelos corredores. Depois disso, eu saí do prédio e fui para a praia, que dava para ver que ela estava ao contrário, ou seja, dava para sentir que a praia ficava ao oeste, e não ao leste, como a praia daqui. Pouquíssima gente estava na praia. E na areia, havia um depósito de carcaças de carros sucateados, um em cima do outro. Quase não havia espaço na areia. Eu nem cheguei a ir para a água, mas o mar não era diferente do daqui de Praia Grande. Saí da praia e fui para um tipo de um labirinto abandonado, cujas paredes eram rosadas. Algumas adolescentes (na sua maioria garotas) caminhavam pelo labirinto, cada vez adentrando mais ao fundo. Havia vários cômodos abandonados e nesses cômodos abandonados havia pelo menos uma privada. E as privadas eram imundas! Algumas tinham até cocô do lado de fora! Numa dessas privadas, a Professora Alzira (que deu aula para mim no primeiro semestre de 2004, na faculdade, lecionando as disciplinas de Metodologia e Comunicação Empresarial) estava sentada e havia um monte de cocô em estado líquido em volta da privada. Muito nojento! De certo, havia algum vazamento na privada (ou ela estava cagando para fora). Em outra privada, eu inventei de deitar em cima durante alguns minutos não sei por quê. Esquisito, né! Depois do labirinto, o sonho deve ter terminado.

Este é o centésimo sonho postado neste blog!

Bom, pessoal, por hoje é só! Até a blogada que vem!

Anúncios

Comente este post!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s