Sonhando com os favores que a Mara me pediu

Olá, internautas! Hoje eu irei contar os sonhos que eu tive ontem e hoje (um tem a ver com o outro). Antes de contar os sonhos, eu vou contar uma coisa que aconteceu sexta-feira (dia 28/11/2003). Eu estava me preparando para sair para ir ao CEBRAC, quando a Mara me ligou pedindo para que eu fizesse dois favores para ela em relação a trabalhos de escola. Eu falei: tudo bem, eu faço! E eu fui ao CEBRAC. Depois, chegou de noite, tava na hora de dormir e eu fui dormir. Aí eu tive o primeiro sonho. Sonhei que eu tentava falar uma palavrinha com a Mara sobre o que ela havia me pedido e, quando eu conseguia falar com ela, não dava tempo e ela saía. No sonho inteirinho, eu tentava falar com ela e, quando parecia que eu ia conseguir falar o que eu queria, acontecia alguma coisa e ela precisava sair. Ela não saía por má vontade dela, é que ela era muito ocupada. Na vida real, ela também é muito ocupada, tem que trabalhar (trabalha no minimercado e padaria Peg-Pão), ir na catequese (ela dá aula de catequese na igreja) e ano que vem ela vai fazer faculdade (ela já passou no vestibular). No sonho, ela estava com um cabelo diferente, um cabelo meio ondulado, solto e marrom (mais marrom do que já é). Daí acabou esse primeiro sonho. No dia seguinte, ou seja, ontem, eu comprei a cartolina que era para um dos trabalhos que ela pediu, mas não havia dado tempo de eu desenhar o bagulho do trabalho na cartolina, eu tava muito cansado ontem e deixei para depois o que eu tinha que fazer. Fui dormir. Aí, eu tive o segundo sonho. Sonhei que eu tentava achar o negócio da pesquisa que a Mara havia pedido. Corri para um monte de lugares, fui não sei aonde, achei um bagulho que não tinha nada a ver, depois perdi o bagulho, tirei a roupa num lugar onde eu tava fazendo a pesquisa (na casa de não sei quem) e depois pus de volta (não sei porque eu fiz isso), andei pelas ruas, depois achei outro negócio que não tinha nada a ver (um bagulho sobre o Fausto Silva). No final, eu nem sabia o que eu estava procurando. Neste sonho, a Mara não apareceu. Depois eu acordei, preocupado porque eu tinha que fazer o negócio que a Mara pediu. Depois eu consegui fazer a pesquisa. O cartaz vai ficar para amanhã. Hoje, inclusive eu consegui falar com a Mara por telefone e ela me esclareceu algumas dúvidas.

Tomara que eu não tenha mais um sonho daqueles nesta noite. Para mim, foi quase um pesadelo, isto sim. Se eu sonhar de novo com esses trabalhos, eu conto na semana que vem. Hoje eu iria contar um sonho que eu tive na última quinta-feira, um sonho sobre uns trabalhos que eu fiz no sonho sobre drogas, mas este sonho eu irei contar na semana que vem. Quer dizer, eu não tenho certeza se eu irei blogar na semana que vem, pois eu tenho vestibular no próximo domingo e eu não sei se vou ter tempo de blogar. Mas talvez eu tenha tempo de noite.

Tchau, internautas, até a próxima blogada e um beijo para as internautas mulheres!

Anúncios

Comente este post!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s